terça-feira, maio 20, 2008

RUMO A 2010!

7 de maio
Dia do Silêncio


A palavra silêncio é derivada do latim silentiu e significa "interrupção de ruído" ou "estado de quem se cala". Vivemos em um mundo cheio de ruídos, numa época de muita agitação, de poluição sonora e o silêncio passou a ser algo ameaçador. O som do silêncio, entretanto, é poderoso.

Desde as primeiras civilizações, o silêncio é um importante elemento cultural, imposto, drasticamente, para salvaguardar seus segredos. Em quase todas, é representado por uma criança com o dedo sobre os lábios. Constitui-se uma exceção, o antigo Egito, onde existia um "Deus" do silêncio chamado Harpócrates, com a mesma posição já descrita. Entre os sacerdotes egípcios, os iniciados assumiam um estado de silêncio total, a fim de se manterem os segredos e incitá-los à meditação.

Buda, em 500 a.C., também valorizava o silêncio como condição para a contemplação. Dentre os mistérios gregos, encontramos o de Orfeu, que com a magia de seu canto e de sua música, executada numa lira, silenciava a natureza e a tudo magnetizava. Para os Talhadores de Pedras, o segredo e o silêncio sobre sua arte eram uma questão de sobrevivência, constituindo-se, inclusive, num salvo-conduto.

Os monges da Ordem de Císter tinham como uma de suas principais regras, o silêncio para a reflexão. É importante observarmos como o Senhor Jesus agiu diante dos adversários por ocasião do seu julgamento e seu silêncio perturbou os adversários: "Jesus, pois, ficou em pé diante do governador; e este lhe perguntou: És tu o rei dos judeus? Respondeu-lhe Jesus: É como dizes. Mas ao ser acusado pelos principais sacerdotes e pelos anciãos, nada respondeu. Perguntou-lhe então Pilatos: Não ouves quantas coisas testificam contra ti? E Jesus não lhe respondeu a uma pergunta sequer; de modo que o governador muito se admirava" Mt 27.11-14.

http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20070506070939AAgck12

inspirações poéticas

DIA DO NADA-CINCO DE MAIO

Acróstico filosófico-setissílabo Nº 1816
Por Sílvia Araújo Motta

D-Dia cinco é o do NADA,
I-Informo a quem não tem tudo...
A-Assumo e mudo a jornada;
-
D-Do NADA vou ao começo
O-Ou chego ao fim que mereço.
-
N-No infinito vejo o NADA
A-Azul, claro e transparente,
D-Da saudade, a cor mesclada,
A-A molhar tudo na mente.
--
C-Caminho, na realidade
I-Iluminada e amada,
N-NADA é melhor que a verdade
C-Companheira apaixonada:
O-O tudo que chega e invade!
-
D-Deus é tudo, o nosso escudo
E-E sem ELE, somos NADA!
-
M-Mais que tudo é entregar
A-Amor, carinho, atenção,
I-Irradiar luz e dar
O-O tudo em troca de NADA.
-
Belo Horizonte, 5 de amio de 2008.
http://www.recantodasletras.com.br/autores/silviaraujomotta

domingo, maio 18, 2008

DDN * DIG * UFPe

ALGUÉM AÍ ME AJUDA A COLOCAR FOTOS NO BLOG DO NOTHING DAY?
EU COLOQUEI NO BLOG DA D´IMPROVIZZO GANG
KSSSSSSSSSSS
MICKEY MAUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

terça-feira, maio 06, 2008

londrina


Na sombra do nada





Como é bom descansar em baixo de uma árvore, melhor ainda sendo em uma 2ª feira .
Fica ai o nosso registro "NA SOMBRA DO NADA'"
Abraço ,
Tião e Vanda

Ação internacional, Edson Barrus


Rede ponto de encontro Roterdam

sexta-feira, maio 02, 2008

Koinobori

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Koinobori (literalmente, Subida das carpas) é um costume do povo japonês de comemorar o Dia dos Meninos no dia cinco de maio hasteando birutas em forma de carpa. O costume anterior à restauração Meiji chamava-se fukinagashi[1].

meditation

The Human Body Energy Centers, Beautiful! (1 of 3)
http://www.youtube.com/watch?v=7gpjJUbPfzY&feature=related
The Human Body Energy Centers, Beautiful! (2 of 3)
http://www.youtube.com/watch?v=DMxKffswZ1Q&feature=related
The Human Body Energy Centers, Beautiful! (3 of 3)

quinta-feira, maio 01, 2008

encruzilhada carioca

A nossa intervenção será na encruzilhada das avenidas presidente vargas com rio branco, entre as 11 da manhã às três da tarde dessa segunda-feira e lá realizar nosso evento nadista.
Propostas são super bem-vindas, mas precisam ser factíveis com o tempo que temos para realizá-las.
Com certeza teremos faixas com dizeres como "chute o balde!" , "faça nada" e "trabalho mata", entre outras. Amanhã (sexta) vamos comprar o morim e à tarde, pintar as faixas.
Filipetas serão distribuídas aos passantes com temas nadistas.
Uma enorme bandeira (nadista ou flamenguista?) será hasteada.
Ouvi dizer que alguém está aprontando uma fila de camas para passar pelo sinal fechado. E que serão tantas as camas, umas atrás das outras, que quando o sinal abrir ainda vai ter cama passando a faixa. Ouvi dizer...que a produção está tentando confirmar a presença da globo, mas há membros que são contra a empresa do falecido roberto marinho. Também ouvi dizer que um "executivo" será despido e humilhado no centro da cidade. E que lhe cortarão a gravata do pescoço dele e seus pedaços serão distribuídos como souvenir do Dia do Nada. Ouvi dizer. E que o pessoal do evento "que situação, hein, debord?" vai filmar tudo e passar no telão em frente ao Centro Cultural Banco do Brasil (RJ) na terça-feira, dia do encerramento do evento debordista.
Eu, como sempre, passo fome. (curtiram o jogo de palavras?).
Então é isso aí rapaziada. Conto com vocês. Postem suas respostas - por favor - nos comentários do blog e mandem as imagens (de onde for, pois o dia do nada não é um lugar, mas um propósito) posteriormente, para publicarmos.

corcovado?

01 de maio


"que trabalho é esse que mandaram me chamar? se for pra carregar pedra não adianta, eu não vou lá!"
paulinho da viola